Unidade Barueri / SP
Unidade Paulista / SP
08:30 às 17:30 faleconosco@inovecont.com.br
Fique Atento Ao Inicio Da Declaracao De Imposto De Renda 2017.jpeg

Fique atento ao início da declaração de imposto de renda 2017

Para você que já deixou em dia suas obrigações fiscais de 2016, é hora de começar a pensar nas obrigações para este ano. Os prazos para a declaração de imposto de renda 2017 estão chegando, por isso, preparamos este artigo especial que vai lhe ajudar a entender como declarar os ganhos de 2016 e não correr o risco de perder os prazos. Confira!

Prazos para declaração de imposto de renda 2017

Diferentemente dos anos anteriores, desta vez o governo disponibilizou antecipadamente as informações relativas aos prazos para declaração do IRPF. Neste ano, a entrega do imposto de renda deverá ser feita entre os dias 2 de março e 28 de abril de 2017.

Mesmo que os prazos ainda não estejam em vigor, já é possível preencher um rascunho do imposto de renda que poderá ser importado no momento do preenchimento da declaração. Isso facilita o trabalho do contribuinte e permite o envio da declaração no início do prazo.

Vantagens na restituição de imposto de renda

Quem declara o imposto de renda com antecedência, sem qualquer erro, omissão ou inconsistência, também receberá mais cedo as restituições do Imposto de Renda — caso tenham direito.

É importante ressalvar que idosos, portadores de doenças graves, pessoas com deficiência física ou mental têm prioridade no recebimento da restituição.

O prazo para pagamento dessas restituições costuma iniciar em junho, mas ainda não há informações com relação aos prazos para restituições em 2017.

Documentos necessários para fazer a sua declaração

Comece a preparar toda a documentação e agilize a sua declaração. Confira os principais documentos necessários para declarar a sua renda:

  1. Cópia da declaração de imposto de renda de 2016 (exercício 2015);
  2. Informes de rendimentos recebidos das fontes pagadoras (empregador) — necessário para quem recebe salário;
  3. Livro-caixa e relação de todos os recibos e notas fiscais fornecidos a clientes e pacientes — aplicável para profissionais autônomos;
  4. Informe de rendimentos no INSS — aplicável para quem recebe benefícios previdenciários;
  5. Informações relativas ao pagamento de contribuições para entidades de previdência privada;
  6. Comprovantes de pagamento de despesas com educação — tanto do contribuinte quanto dos seus dependentes;
  7. Comprovantes de pagamentos de aluguéis (pagos e recebidos) no ano de 2016, caso existam;
  8. Dados (nome completo e CPF) dos beneficiários de despesas com saúde;
  9. Comprovantes de despesas com saúde;
  10. Indicação dos dependentes, com informações como nome completo e CPF;
  11. Dados de empregado doméstico, com as respectivas informações a respeito do recolhimento das contribuições para o INSS. Informar nome completo do trabalhador, CPF e NIT, além do valor integral pago em 2016;
  12. Documento de compra e venda de veículos e imóveis realizados durante o ano de 2016.

Consulte o seu contador e verifique quais documentos você deve apresentar para que seja possível fazer a sua declaração de imposto de renda. Os documentos podem variar de acordo com cada caso em específico, por isso é importante conversar com um profissional e avaliar qual é o seu caso.

Você pode se adiantar e preparar toda a documentação antes do prazo. Já é possível preencher um rascunho da sua declaração de imposto de renda 2017 agilizando a tarefa e facilitando o trabalho quando da abertura do prazo.

Converse com um contador e peça para que ele preencha o rascunho da declaração, quanto antes você declarar, mais cedo você receberá a restituição.

Gostou deste artigo? Compartilhe conosco comentários, dúvidas e sugestões sobre o tema!

Quer receber artigos novos por e-mail? Increva-se!

Deixe seu comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado.